Saúde de Três Lagoas participa do projeto VER – SUS 2018

09/02/2018

Saúde de Três Lagoas participa do projeto VER – SUS 2018

Trata-se de um intercâmbio de estágio temporário de estudantes universitários das áreas da Saúde

A Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Três Lagoas, desde segunda-feira (5) até esta sexta-feira (9), em parceria com a Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), Unidade II - Campus Três Lagoas (CPTL), participa do Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde – Projeto PET Saúde Gradua SUS. Nesta edição do VER SUS 2018 – Vivência e Estágios na Realidade do Sistema Único de Saúde, que regulamenta e apoia as ações do PET, participam em parceria de intercâmbio alunos da Faculdade de Fisioterapia e da Faculdade de Enfermagem da UFMS de Três Lagoas e de Campo Grande. Isso quer dizer, que Três Lagoas recebeu  universitários da Capital, que por sua vez recebeu também estudantes de Três Lagoas, neste mesmo período, para o intercâmbio de “vivências”. “Trata-se de um estágio por tempo determinado, realizado numa metodologia de imersão, onde os estudantes vivenciarão o SUS e o cotidiano  das equipes de estudantes durante todo o período proposto”, explicou a enfermeira e professora Beatriz Rodrigues de Souza Melo, da equipe organizadora do VER SUS 2018, em Três Lagoas. VIVÊNCIAS No decorrer desse projeto, os estudantes, acompanhados dos facilitadores, visitaram e “vivenciaram a realidade do SUS” nas unidades de Estratégia de Saúde da Família – ESF Vila Piloto, ESF Santo André, ESF Vila Haro e ESF Jardim Maristela. Além da visita à Unidade de Pronto Atendimento (UPA), os participantes do Projeto PET Saúde Gradua SUS também ouviram relatos das principais ações dos vários setores do Departamento de Vigilância em Saúde e Saneamento, especificamente, Entomologia, Vigilância Sanitária, Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), Vigilância Epidemiológica, Endemias, Vigilância Ambiental, DANTS -Doenças e Agravos Não Transmissíveis, Promoção da Saúde e Vigilância em Saúde do Trabalhador. Essas atividades programadas ocorreram simultaneamente nas unidades de Saúde da rede pública de Três Lagoas e de Campo Grande, com a participação de 20  “viventes” em Campo Grande e 12  em Três Lagoas.

Diretoria de Comunicação