25 de Outubro de 2020

(67) 3521-0808


Home
Meio Ambiente Cidade Política Geral Poesias Economia Dr. Sérgio Luís Entretenimento Esporte
Fotos Vídeos Contato 103 Anos de Três Lagoas
×





05/08/2020

Novos Tempos, Nova Era, nossa oportunidade de regeneração

Chico Xavier disse que se depois de 50 anos da chegada  do homem à lua (20 de julho de 1969) não acontecesse a Terceira Guerra Mundial, a Terra e seus habitantes viveriam uma Nova Era. O tempo passou,  nações não deixaram de se desentender,  mas nada que tenha chegado a um estado real de guerra. 

        Fato é que esta Nova Era chegou e com ela, uma nova mentalidade. Nesses tempos novos, quando se vive momentos de pandemia, muitos já não vivem como se tudo terminasse na sepultura. É o conhecimento  das Verdades Eternas, tal como ensina o Espiritismo,  que dá ao homem, antes descrente e ignorante, as informações necessárias, que o leva à conscientização da imortalidade do Espírito.

        Esses tempos novos foram preditos por Allan Kardec. A Revista Espírita, fundada e dirigida por elee que circulou na capital francesa durante doze  anos seguidos, de 1858 a 1869,  traz na edição de dezembro de 1863 um estudo feito por  Allan Kardec sobre os sucessivos períodos que seriam experimentados pelo Espiritismo: o da curiosidade, o filosófico, o da luta, o religioso, o intermediário e o da regeneração social.

         Avancemos na previsão e consideremos que no período religioso aconteceram  as diretrizes para a regeneração moral do homem, quando as luzes do Evangelho se espalharam  em todas as direções, convidando a todos para um viver mais feliz, na exemplificação dos ensinamentos de Jesus, que ensinou o homem a pensar e lançou as bases para a fé raciocinada, valorizada pela Doutrina Espírita.

         O período intermediário é a continuação deste período que estamos vivendo.

        O período de regeneração social acontecerá quando a Terra passar  de mundo de expiação e provas e atingir a categoria de mundo de regeneração. É quando a Humanidade que povoará a Terra será composta  por pessoas que somente desejem o bem.

         As pessoas que atualmente estão voltadas à prática do bem terão a  oportunidade de voltarem à Terra numa próxima reencarnação,  para continuarem a  desenvolver o bom trabalho que desenvolveram aqui, em prol do progresso da própria Terra. Quanto àqueles  que, hoje, estão barbarizando e espalhando a violência,  a grande maioria deles não poderão mais retornar para cá, indo reencarnar em um mundo atrasado,  que esteja de acordo com a evolução que conseguiram alcançar, aqui. Não é que, nesses casos, o Espírito regrida.  Na sua caminhada,  ele jamais regride. No caso, o Espírito fica no estado estacionário em que se encontra, para daí  seguir a sua caminhada, rumo à sua evolução.

         Nesse período de regeneração social predominarão os valores cristãos, baseados na caridade, na humildade e no amor ao próximo. Os homens desfraldarão somente a bandeira da união e da solidariedade.

      Esta Nova Era que estamos vivendo é o primórdio desta Era total de regeneração, quando a Terra estará totalmenmte "limpa" das mazelas que atualmente a afligem. A  "limpeza total" dessas mazelas acontecerá num futuro não tão próximo, mas daqui a  futuras gerações,  conforme o procedimento e as atitudes morais do Homem, cujo progresso é muito lento.

       Diante disso, é  nossa obrigação dar exemplos; é nosso dever esclarecer as mentes; é urgente assumirmos atitudes vencedoras, mesmo ante todas as vicissitudes da vida. Pois  quando o Evangelho penetra os corações, o negativissmo se afasta. O sol do Evangelho nos tornará imunes de ideias infelizes, que conduzem o Espírito ao mais escabroso dos caminhos. 

         Convém prepararmos já, esses caminhos, levando às mentes e aos corações a nossa filosofia de vida, conforme os ensinamentos cristãos: não mais dúvidas, mas certezas; não mais vacilações, mas firmeza; não mais temeridade, mais autenticidade.

        Adentrados que estamos nesta Nova Era, com os corações e mentes ajustados no bem, estejamos totalmente imunes às ideias destrutivas. Para essas ideias, sim, devemos dizer NÃO. Não ao aborto; não ao suicídio; não ao crime; não às drogas; não à violência geral. 

         Esta é a bendita oportunidade da nossa regeneração.  

Altamirando Carneiro

 

Versão Impressa

×

CAPA

Jornal Impresso



Mais Lidas

    
  1. PSICOLOGIA AEMS: MAIS UM RECONHECIMENTO DO MEC
  2. Longe dos problemas na Coluna
  3. ‘Não desistiremos do Brasil’, diz viúva
  4. Rodada define semifinalistas do Sul-Mato-Grossense sub-19
  5. Pistoleiro e matador Antônio Joaquim Aragão conhecido por “Camisa de Couro” morou em Três Lagoas